Sainz diz que Leclerc não é o Líder da Ferrari na F1

Sainz e Leclerc
Sainz e Leclerc – Foto: Divulgação / Internet

Carlos Sainz afirmou que continua livre para lutar contra o companheiro de equipe na Ferrari, Charles Leclerc, contestando as alegações de que o monegasco se tornou o piloto número 1 da Scuderia.

Leclerc deixou Carloss para trás já na primeira metade da temporada 2022. Ele garantiu 2 vitórias nas 3 primeiras corridas do ano, enquanto Sainz ganhou a primeira corrida no começo do mês de Julho, em Silverstone. Se a Ferrari tivesse mais confiabilidade, mais vitórias poderiam ter sido alcançadas por Leclerc.

No entanto, lenta mas seguramente, Cararlos conseguiu igualar o desempenho de seu companheiro de equipe, uma melhora em seu desempenho, confirmada por sua primeira vitória na F1 alcançada no início deste mês em Silverstone.

E o espanhol também poderia estar na disputa por uma vitória na Áustria, se não tivesse sofrido uma falha de motor.

Sainz discorda que Leclerc seja o número 1 da Ferrari, mesmo Charles Leclerc estando em segundo lugar na classificação geral de pilotos, ficando atrás apenas de Max Verstappen, da Red Bull Racing.

Leclerc e Sainz
Leclerc e Sainz – Foto: Divulgação / Internet

Sainz fala sobre rivalidade

“Nada disso veio para mim”, disse o espanhol ao jornal Marca quando perguntado sobre seu status na Ferrari.

“Chego todo final de semana sabendo que posso lutar livremente com Charles, embora você sempre respeite mais seu companheiro de equipe. Eu venho aqui com a mesma mentalidade”, disse ele.

A melhor posição de Leclerc no campeonato em relação a Sainz, significa que a Ferrari poderia implementar ordens estratégicas de equipe mais cedo ou mais tarde, e priorizar o companheiro de equipe do espanhol.

Mas Sainz diz que se seu status dentro da equipe mudar, ele será comunicado. Por enquanto, o piloto de 27 anos está determinado a se defender contra Leclerc e continuar a aproveitar seu impulso recente.

“Sei que tenho que continuar a dar passos à frente e acho que tenho espaço para isso”, disse ele. “Quando descubrir algumas outras coisas que faltam no carro, acho que posso ter uma segunda parte muito forte no campeonato”, concluiu.

Carlos Sainz, Mattia Binotto e Leclerc
Carlos Sainz, Mattia Binotto e Leclerc – Foto: Divulgação / Internet

Leia também – Lewis Hamilton chega a 300 corridas na F1 GP da França

Fonte – F1 Mania

Deixe uma resposta